maio 08, 2009

Dúvida

Vou fazer uma correção no post. Originalmente coloquei que o Adriana jogava no Milan.
ERRADO!

Ele jogava na Inter de Milão. O que não impede o estranhamento diante da súbita recuperação do craque (ops!).

Ainda quero tomar o antidepressivo que ele tomou. É melhor que catuaba: levanta tudo e mais um pouco.

Diante dessa história bizarra onde o nosso complexo de vira-lata acha absurdo Adriano trocar Milão pela favela, me chama a atenção não o fato de o jogador largar a Europa justamente por não querer mais ser jogador de futebol profissional, mas sim peladeiro. Explico: enquanto todos se espantam com a opção pela probreza, o ato de Adriano mostra que nossos jogadores (poucos até) ao atingirem determinado status não querem mais obrigações. Gostam de jogar, mas não apreciam a vida de atleta. Como Romário só tem um, não é todo mundo que pode conciliar noitadas com partidas. Até porque, Romário não bebe. Dorme até tarde e acorda pronto para jogar.

A volta de Adriano ao combalido futebol carioca e todo estardalhaço diante do fato mostra que esses jogadores optam pelo Rio e, principalmente, pelo Flamengo, porque aqui impera a zona. Adriano venderá muitas camisas, colocará o clube nas páginas esportivas e para isso não precisa jogar muito. Um, dois gols e voilá. Assim, ele mantém sua rotina de Pica Pau: bebidas, mulheres e iates. E, claro, de vez em quando vai lá e marca um gol.

3 comentários:

ivo disse...

não sei se é o que voce sente, mas eu tbm quero saber qual é o anti que ele toma.

Alexandre disse...

Acho que você se enganou só um pouquinho sobre o time. O Adriano jogava no rival do Milan, a Inter de Milão.
Pra ser honesto, eu também venho achando esta história toda muito estranha até agora. Papo de "a seguir, cenas do próximo capítulo"...

Lena disse...

É tudo mto estranho...um monte de mentira por aí...afinal, nao tem antidepre potente assim. Mas acho bonito esse lance do cara dizer, chega, nao quero mais tanto dinheiro assim, nem sei o q fazer com tanto, eu queria dinheiro pra fazer churrasco na laje, pegar mulher e só. E nao quero ser mais O IMPERADOR da Europa, pra mim um time meia boca tá bom. se for essa a história mesmo, acho q ele tá certo e serve de exemplo pra mta gente q fica correndo atrás de $ e status e esquece pq mesmo tá correndo tanto assim, se vale a pena.
O foda é q eu nao acredito nessa história, má vá saber.