julho 24, 2006

Infinito Particular

O início é um desbunde. E só eu mesmo para usar uma expressão passada como essa. Marisa Monte entra na escuridão total fazendo um convite para entrarmos nesse infinito particular. Entendi o conceito dela o que me deixou feliz com a minha capacidade de ler o subjetivo tão concreto. Afinal .. capa preta .. fundo preto ... vá lá .. não sou tão espertinha assim.

Apesar dos insistentes e mal educados flashes de celulares e máquinas digitais - a mais nova praga da humanidade - deu para curtir a linda iluminação que dava luz ao rosto de Marisa justamente no refrão. Lindo mesmo. A música é bem legal. Engraçado que no CD eles parecem chatas de doer. Mas chegando lá tudo fez muito sentido.

Daí para frente o palco se parece um quebra cabeça com a luz se movimentando em torno dos músicos. Um conceito lindo. AMEI de paixão as gruas que davam um tom super retrô e ao mesmo tempo tão moderno. A disposição dos músicos era bacana .. mas ok, ok ... há anos meu pai entra no restaurante e começa pedindo café. Então... colocar todos às frente e ela no fundo .. tinha lá uma pitadinha bem pequena de originalidade.

Rolou Tribalistas, Mais, Azul, Rosal Carvão, pra mim, até hoje, o melhor dela. Releituras quase acústicas, de arranjos refinados. Sambinhas de ótima levada. O da Calcanhotto, como sempre, um luxo de podre de bom. Sorry, periferia, mas Calcanhotto é e sempre será Calcanhotto.

A luz dava seu show à parte, Marisa me pareceu até bem simpática. A voz deu uma escorregada algumas vezes e o show foi se levando até o final com uma música super-meiga-fofa do Dadi.

O Dadi me impressiona. O cara tocou com os pais do Pedro Baby e tá lá arrasando no baixo naquele jeito dele vovô-garoto que não incomoda. Queria casar com um cara que nem o Dadi. Mas não daria certo porque alguém teria que ter os pés no chão.

Voltando a Marisa .. bom show, nice show, chic show. Como eu bem resumi do alto da minha criatividade. O show passado era o Sentaí. Esse de agora é o Gero.

Você come bem do mesmo jeito só que de maneira diferente.

Nenhum comentário: