maio 27, 2005

Uma questão

Há várias questões no mundo que me intrigam, mas em recente saída com as amigas Robertinha, Camila e Fernanda, presenciei uma cena pra lá de grotesca e voltei a pensar nesse palpitante e intrigante lado do ser humano.

Fomo aos Devassa do Jardim Botânico (por sinal, esqueci de falar dele lá no Bloteco e prometo redenção breve) e papo vai, chope vem, começa aquela discussão regada a testosterona. Homens gritando, etc e tal.

Aí vem a questão .. já repararam que alguns caras quando "brigam" ficam horas e mais horas trocando insultos e ... nada fazem.

- Tu é um merda
- Vou te encher de porrada
- Qualé mermão ..

Qualé mermão é um clássico do babaca-valentão-que-não-sabe-dar-um-soco. Porque eu parto do princípio que o cara, quando vai quebrar a cara de alguém, não fica anunciando. Ele vai e quebra a cara de alguém.

Certa feita, vi dois cara na rua, um de frente para o outro, dedo na cara e tudo mais e o seguinte diálogo:

- Qualé mermão
- Qualé mermão
- Porra, vou te quebrar
- Qualé mermão
- Qualé mermão
- Vai se fuder
- Qualé mermão

Minha vontade era chegar perto e dizer: "as bibas tão namorando ou vão brigar?"

Ridículo.

Então .. nesse dia, no Devassa, começou a velha história do "vou fazer", "vou acontecer" e.... nada. A turma do deixa disso já tava lá de prontidão e o cara ameaçando outro .. "vou te dar porrada, vou isso, vou aquilo" .. aí o cara, não satisfeito em assumir o papel de palhaço da noite, tira a camisa e fala "vamô lá pra fora que eu vou te dar um tiro".

Como assim? Tirou a camisa pra que? Tem peito de aço? Acha mesmo que o peito de fora vai fazer alguma diferença na briga? Que diabos passa pela cabeça de um sujeito desse????

Nada, eu sei. Mas fala sério .. olha, fulano, levanta aí que eu vou te matar ...

Quem dá tiro, dá tiro. Não tira a camisa, não faz show.

Olha .. quanto mais eu vejo, mais eu vejo.

Um comentário:

Pedrinho disse...

Da proxima vez vc grita:"Eu quero a tira da tanguinha de quem vencer esta luta..." ou acaba ou ferra de vez..eehehehe
Bjs
Pedrinho