janeiro 31, 2003

Mas eles moram no meu coração

Só pra deixar claro: eu gosto de Minas, de BH, de pão de queijo, de cachacinha, do Atlético-MG, do JK, da Pampulha, de Ouro Preto, do Reinaldo, do cafécumleite, do Ziraldo, da Ju, da Savassi e do sotaque, que me diverte horrores. Por isso, em homenagem aos meus amigos mineiros, republico aqui um dos textos mais engraçados que li na Internet nos últimos tempos:

"Sapassado, era sessetembro, taveu na cuzinha tomanu uma pincumel e cuzinhanum kidicarne com mastumate pra fazê uma macarronada cum galinhassada. Quascaí de susto, quandovi um barui vindidendufornu, parecenum tidiguerra. A receita mandopô midipipoca dendagalinha, prélassá cherosa. O forno isquentô, o milistorô e o fiofó da galinha ispludiu! Nó! Fiquei branquin, quinein um lidileite. Foi um trem doidimais! Quascaí dendapia! Fiquei sensabê doncovim, proncovô, oncotô. Oiprocevê qui locura! Grazadeus ninguem simaxucô!"

Um comentário:

Ana Cris disse...

Você é legal.
Não como vim parar aqui, mas o fato é que cá estou.
Sou mineira, conheço pessoas que falam realmente do jeito que este pequeno texto transcreve, gosto de clube da esquina, não acho o Lô Borges chato, acho o album Clube da Esquina uma pérola com várias pequenas pérolas e não me importo se o cabelo do Milton tá feio, ou se ele é gay, ou sei lá o que. Eu gosto. E gosto é gosto.
E, como gosto é gosto, gostei de você.
Prazer em conhecê-lo.
ANA CRISTINA