setembro 24, 2011

Rock in Rio

Minha cobertura remota do festival. Estou em casa, de frente à TV, computador no colo e acompanhando a quantidade insana de merda que se fala durante as transmissões. Beto Lee usa um fone dos anjos 70. Parece um radialista daqueles da beira do Maracanã. Didi e Luiza, socorro, fumaram e foram para a frente das câmeras. Falam nada com nada. 

Não entendo porque as emissoras de TV não conseguem fazer uma cobertura decente. Nada de informação e gírias desconexas. Sem falar da cobertura dos camarotes. Sofríveis. 

Posso enumerar as muitas frases terríveis que são ditas, na linha ...

"eles querem ouvir o som" ... não, não .. eles querem ouvir o recital

"a galera está chamando a banda pro palco" ... cê juuura?

Gosto muito mesmo quando o tempo vai passando e eles precisam enrolar. Daí que o Beto Lee começa a falar sobre a discografia dos RHCP. Comentários nas linha: "John Frusciante fez um trabalho execpcional". 

Cê juura?

#tenhovergonha

Nenhum comentário: