fevereiro 17, 2008

Ah, Mendonça!

100 chibatadas depois tenho que confessar que fazia uma década que não passava pelo mundo estranho de Roberta. Chegand lá eis que me deparo com um relato hilário de mais uma palestra de Mendonça acalentada por litros e litros de cerveja. Eu conheço Mendonça, ok? Posso falar com propriedade.

Mendonça foi um grande achado em nossas vidas. Penso que ele seja a alma-gêmea de Roberta. Não no sentido lúdico: digamos que se Roberta fosse homem, ela seria Mendonça. Deu para entender? E se Mendonça fosse mulher, ele seria Roberta. Fato é que os dois formam um dupla hilária. Lendo o post sobre a incrível descoberta de Mendonça - que mulher gosta de pica - fico pensando sobre a novidade do fato. Mendonça deu mole, agora? Ele achava que mulher gostava de quer, ora pois?

Da mesma forma, respondo eu, homem gosta de que, hein?
Basta ler? Basta ser culta? Basta ter grana?
Porra nenhuma.
Tem que estar com tudo em cima. Tinindo, mesmo que a barriga do bruto esteja enconbrindo o piu-piu. Porque se não for gostosa e não der gostoso, é capaz de ser trocada por duas portas de 20 aninhos, que mal falam, que mal raciocionam mas que têm quilometragem baixa (ou não) na perereca.

Portanto Mendonça, PÁRA DE SHOW E DESCE DO QUEIJO!!!!!!!!!!!!!!!

2 comentários:

Roberta disse...

Quer dizer que eu sou o Mendonça com xoxota? O mundo é estranho...

Fabiano Guazzelli da Silva disse...

Prá mim basta ter grana. Pq aí faz plástica e fica bonita :-P

(Péssima piada duplamente, eu admito)