abril 10, 2007

Pra começar ...

Depois da tempestade vem a bonança, né?

Não é assim que dizem?

Pois então .. minha vida, este palco iluminado, me aprontou uma de cair o queixo. Fiquei mal, fiquei triste, chorei como Conceição. Sentei lá no fundinho do poço, senti todas as emoçoes possíveis aos mesmo tempo e agora ... voltei.

No meu estilo mais raivoso, mais rancoroso, no meu melhor de mim.

Não adianta fugirmos a nossa natureza, compreendem?

Pau que nasce torto vai morrer tortinho mesmo. Uma vez beligerante, sempre beligerante.

Sabe o que eu gosto de fazer nessas horas?

Sentar a bundinha na frente da TV e assistir ao Poderoso Chefão pela milionésima vez. Há quem pergunte .. mas ora, ora, ora .. porque O Poderoso Chefão. Porque a essência da vida está ali. Quando Michael enche de bolacha Fredo após o mesmo expor os planos da família numa reunião, ele diz de modo frio .. "Nunca deixe o seu inimigo saber o que você está pensando". Queria ser como Michael, mas tenho tendências a Santino. Há ocasiões em que morro pela boca mesmo. Mas o tempo, este sim Senhor da Razão, vem me ensinando que o silêncio é uma virtude.

In Sicily, women are more dangerous than shotguns.

Um comentário:

Renato Bueloni Ferreira disse...

Eterno dilema: falar ou nao falar? Vivem dizendo que homem precisa falar mais, se expressar. E quando faco isto, acabo me arrependendo depois. No final, sempre permanece a duvida de falar ou nao.