outubro 18, 2006

Pára o mundo que eu quero descer

Ontem quando abri os jornais perdi por alguns momentos a esperança no futuro da humanidade. Acho que esse sentimento ainda está perdido por aí porque ficou aquela sensação de que tudo é possível.

Junto com ela veio a sensação também de que o Brasil é um país totalmente sem solução. Não sei. Como disse o nosso líder maior, acho que é uma coisa de pele. Ontem à noite eu trabalhei na cobertura de um evento que reuniu numa casa de shows aqui do Rio a inteligência carioca e nossos líderes políticos mais significativos.

Depois eu comento os figurinos que tive o prazer de ver passar. Durante o evento o nosso líder maior disse que o preconceito aqui no Brasil é uma coisa de pele. E deve ser mesmo. O preconceito e o sentimento de que aqui é terra de absolutamente ninguém.

E é mesmo, né? A gente ri da paranóia americana, mas o que os americanos devem fazer quando ficam sabendo que um avião do Corpo de Bombeiros jogou sobre uma platéia que assisitia acrobacias aéreas uma quantidade de água suficiente para matar uma menina de nove anos e ferir nove pessoas?

Eles devem se chocar e os mais sarcásticos devem rir horrores, né?

É inacreditável que a falta de cuidado e o despreparo de nossas instituições não sejam apenas revoltantes, mas também assassinas.

Eu continuei lendo o jornal e vi que uma moça perdeu metade de um dedo. Como? Tava num bar da zona sul carioca, discutiu sobre política - ela defendendo o presidente e a pitbull que se diz gente defendendo o chuchu - e lá se foi o dedo da mulher a dentadas. É muito irônico que moça tenha perdido um dedo defendendo um presidente que não tem um dedo. Se eu colocasse isso num roteiro e desse para alguém ler, todos diriam que a minha imaginação é suuuuuper.

Mas nas aulas de roteiro que fiz, todos os professores sempre deixaram claro que a realidade é muito mais cruel que a ficção. E é mesmo.

3 comentários:

Cherry Lips disse...

Caramba... Se não fosse trágico, seria cômico!

Asthar sharan disse...

hihihe
a vida é um grande teatro/circo
onde o palhaço canta, dança e chora
para as cadeiras vazia,
e a plateia aplaude o palco sem palhaço.

*procurava significado de bulhufas
e acabei a parar por aqui.
hugs ~.^

Tatu Peludo disse...

essa mulher vai ganhar aposentadoria por invalidez por ter perdido o precioso dedo ou quem sabe descolar um cargo de confiança?
Sobre o assassinato dos bombeiros, fico chocado ao ver que coronel marcos silva continua popstar