junho 14, 2006

Que nota a gente dá?

Eu não faço parte da turma Pacheca que acha a seleção brasileira o time mais sobrenatural do planeta. Até porque o futebol é o esporte do improvável e quem o acompanha sabe que nem sempre ganha o melhor. É claro que temos os melhores jogadores. Claro que eles fazem diferença. Mas futebol é por essência o esporte do coletivo. No gramado, uma andorinha só não faz verão. É preciso esquema tático.

O ideal mesmo é o equilíbrio entre firula e obediência tática. Nem tão Alemanha, nem tão Brasil. Essa coisa do "joga bonito" anda me incomodando um pouco. Por isso, apostei minhas fichas no Kaká. Porque ele joga bonito sem ser firulento. Joga objetivo. E é discreto.

Mas nada contra ao estilo Ronaldinho. Só acho que tudo a seu tempo. Ele é um craque? É. Mas criou-se em volta dele um mito. Algo como ... Ronaldinho resolve, estamos garantidos.

Mas não resolve, né? Porque quando bem marcado ele some. E quando ele some é preciso que outros apareçam. Ontem apareceu um. Kaká. Mas e os outros? Nem sombra.

O Brasil ontem jogou com 9. Sem Adriano e sem Ronaldo ficou fácil ver os croatas se multiplicando em campo. Foi incrível ver a seleção brasileira jogar 90 minutos e armar apenas UM contra-ataque. O que resultou no gol. No mais foi um rame-rame insuportável. Uma apatia de dar nos nervos. Uma lentidão assustadora. Bola pro lado, bola pro outro lado e nada acontecia.

A pachecada que ontem dava como certo o "show" brasileiro hoje tá tudo de bola murcha. Caíram na real. Enfim.

Pé no chão é sempre bom nessas horas.

E no final, a nota que eu dou para os bravos canarinhos é zeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeero.

Um zero bem redondo.

Um comentário:

Andreh, sociólogo e bípede disse...

Eu acho que é legal criar esse mito em torno do(s) Ronaldo(s): daí, os outros times todos mandam os jogadores marcar o(s) Ronaldo(s), o que dá espaço pra outros jogadores também brilhantes e/ou competentes mostrarem a que vieram...

mas eu realmente não entendo NADA de futebol, então, minha análise vale o mesmo que um saco plástico da Sendas...
:)