setembro 20, 2004

Já tivemos eleições melhores.

Tirando alguns apelidos interessantes do César Maia, encarnando um espírito Brizola, tudo que se vê na TV é de dar sono. Por isso o imperador carioca reina absoluto no meio dessa turma sem sal. Mas uma coisa me faz ufanar por essa terra de Malrboro chamada Rio de Janeiro: quanta limpeza!! Nada de galhardetes pela rua ou imundícies do gênero. Isso sim. Que beleza! Enfim uma evolução.

Fiquei sabendo que São Paulo está um lixo e Salvador, fui testemunha, também. Portanto, 1 a 0 pra nós :-p

Agora .. eu comecei esse papo todo pra falar de uma coisa .. que só vou falar mais tarde. Antes, algumas impressões sobre essa campanha franciscana:

- a cada programa que vejo o Bittar promete criar um órgão municipal para combater alguma mazela. Os que têm não bastam? O cara quer criar a maior prefeitura de todos os tempos? Que tara é essa do PT com órgãos públicos? Se deixar os caras criam vinte e sete mil cabides de emprego!! Perdeu meu voto.

- e o Crivella? Tudo pro cara se resolve com um censo. Vou fazer um censo disso, um censo daquilo e depois, bofe? E aquela animação no programa dele ... "A favela é assim e vai ficar assim ..." Igual ao Pelourinho!! Deus é mais!!! Que cara de pau!!! E aquele tom de voz de quem vai morrer daqui a cinco minutos????

- outra do Bittar .. ele tá concorrendo à prefeitura do Rio ou à presidência? O cara só falava de São Paulo, Rio Grande do Sul, BH .. que cousa!!

- E o Conde que não aparece no próprio programa?!?

- Mudando de cidade: alguém já manjou a cabeleira do Mário Marques?

- e o M do Uzias Mocotó que é igual ao do McDonald's?

Comento os candidatos a vereador?

Bizarro. Tem gente que é profissional como a Leila do Flamengo e o Átila Nunes. Não gosto. Se fossem bons mesmo já estavam no Senado. Quem é que vai se contentar a ser vereador pro resto da vida? Desconfio.

- E o neto do Brizola? Papa defunto legal! Nem tem vergonha .. o povo nem espera o velho ficar frio no caixão e já sai explorando a imagem do cara. Triste.

Mas deixando isso tudo de lado. Todo esse papo surgiu na minha fértil cabeça ao ler uma das piores matérias já publicadas por um jornal. Porque em tempos de eleição, penso eu, um jornal do porte do DIA teria que fazer matérias mais interessantes, elucidativas e não colocar um cara vestido de Batman para tentar entrar nos palácios cariocas com os papos mais absurdos do mundo. Patético. O texto, no estilo "nosso intrépido herói foi barrado ..." me levou às lágrimas quando li que no Palácio Guanabara nenhum super herói entrará sem ter sua identidade secreta revelada. Que mundo é esse? Com tantos problemas de seguranã que temos e policiais, seguranãs e agentes tão mal treinados, como um jornal perde tempo com tamanha idiotice? É de se lamentar que as coisas tenham chegado a esse nível na imprensa do Rio. Acho sinceramente uma situação triste, porque O DIA já foi um jornal digno de boas notas.

Pena.

Nenhum comentário: